Sobre


Olá queridas (os).
Meu nome é Alana Yagda e sou casada com o Alan.
Somos pais de uma linda menina chamada Iara Di Luna que nasceu em 2014.

Ainda na gravidez, fiz inúmeras leituras sobre os mais variados temas que fazem parte do dia a dia de uma gestante, além de assuntos relacionados à cuidados com bebês, sempre participando de cursos para gestantes e congressos onlines sobre gravidez, parto e amamentação com intuito de aprender cada vez mais, e foi depois de alguns meses após o nascimento da Iara que resolvi escrever sobre essa nova rotina, pois achava (e ainda acho) tão fantástica que não poderia ficar apenas para mim, precisava de alguma forma pôr para fora todos os sentimentos, maravilhas e também as dificuldades que me acompanham nessa grande jornada como mãe.




E por que Sentido Materno?

Primeiramente, o que é Sentido Materno?
Quando engravidamos, passamos a nos preocupar mais do que o normal,
uma vontade de proteger nosso bebezinho ainda na barriga,
medo de tomar certos remédios, de bater a barriga,
de fazer qualquer coisa que possa prejudicar o bebê.

Não, não é neurose, é nosso instinto de mãe aflorando (mas sim, há mães super protetoras, que devido a sua neura vivem com medo de algo ruim acontecer à cria).
Quando mãe, sentimos qual será o sexo (as vezes erramos eu sei, errei o sexo da minha, achava que era menino, que feio mamãe, mas acontece),
enfim, sentimos quando há algo de errado acontecendo,
e quando o bebê nasce, sabemos o que ele quer pela forma que chora,
e se estamos tomando banho escutamos o bebê chorar, sendo que ele está quietinho, as vezes até dormindo (quem nunca né?)de madrugada levantamos incontáveis vezes para ver se o bebê está respirando (o papai aqui também fazia isso), nos tornamos mais sensíveis e acabamos notando que está acontecendo algo mesmo se o filho ainda nem se quer pode falar, podemos sentir, mesmo que de longe, quando há algo de estranho acontecendo.

Ficamos mais atentas para possíveis acidentes,
em alguns momentos nos tornamos verdadeiras felinas, 
ciumentas e preparadas para atacar caso alguém faça ou diga algo sobre nosso bebê.
Então, se fosse resumir tudo isso, diria que é o nosso Sentido Materno.

Não que os papais não possuam essa habilidade,
aqui em casa por exemplo, dizemos que mãe e pai são iguais, a diferença é que um tem o preciso mamar e outro não heheh

"Ah, então por quê o nome do blog remete somente à mãe?"
Ao pensar em um nome para o blog,
cheguei a cogitar várias ideias que envolvesse o pai,
mas não consegui, ou eles já existiam ou ficavam estranhos ou extensos de mais,
escolhi então, algo que lembrasse e resumisse esse meu/nosso mundo de mãe.

 Portanto, sejam muito bem vindas (os) ao Blog Sentido Materno

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR!

Postar um comentário

 
Sentido Materno - 2015. Todos os direitos reservados ©
LAYOUT PRODUZIDO POR INVENTO DESIGN e MODIFICADO POR SENTIDO MATERNO - Imagens por Freepik | Powered by Blogger