BEBÊ NASCEU: O QUE FAÇO AGORA?

bebê nasceu
FOTO: EVERY STOCK PHOTO
   Parece até estranho ou inusitado o título, mas é assim mesmo, principalmente quando se trata do primeiro filho, que atire a primeira fralda suja quem nunca se sentiu ansiosa, com medo e perdida quando se trata dos primeiros dias (meses, anos) após o nascimento do bebê.

   Quando a Iara nasceu o 1°sentimento que tomou conta do meu ser foi alegria, muiiiita felicidade, amor, afetuosidade, empatia, em uma intensidade jamais vivida antes, porém após algum tempo, ainda na maternidade, a preocupação, insegurança e o medo foram dividindo espaço com as outras sensações, pois imagine, ali na maternidade temos todo um apoio das enfermeiras, pediatras e obstetras que poderão cessar suas dúvidas assim que forem chamados, mas e depois quando voltarmos para casa?
 
   Não sou a única viajante deste barco, sei que assim como eu, muitos pais são pegos de surpresa, afinal tudo é novidade, o texto é longo, mas garanto que é para lhe ajudar nesse momento tão especial e delicado.

VOLTANDO PARA CASA
   Mesmo havendo partos domiciliares, a maioria dos partos são realizados em maternidades, portanto é bom lembrar que ao voltar para casa com o bebê:
  • Deverão começar os cuidados ainda no carro, mesmo se você voltar de táxi é necessário o uso de bebê conforto para garantir a segurança de seu filho.
  • Deixe o quartinho ou o cantinho dele previamente arrumado, sempre limpo. Normalmente devido à ansiedade costumamos organizar tudo semanas antes do parto, por volta da 36° semana é ideal que deixemos separados os lençóis e mosquiteiro do berço em um local de fácil acesso, avise para seu companheiro e pessoas que irão lhe ajudar nesse momento para arrumarem tudo caso você saia as pressas para a maternidade. Não é recomendado pôr o lençol semanas antes para evitar o acúmulo de poeiras e sujeirinhas.
  • Peça para alguém, além do pai que sai para trabalhar, ficar em casa com você durante o 1°mês, acredite, você irá precisar.
  • Peça que façam uma limpeza em toda a casa.
  • Compre tudo o que você irá precisar por pelo menos 1 mês, como comida, produtos de higiene pessoal, e o que mais você achar que irá precisar para evitar saídas.
♡ ROUPINHAS
   As roupinhas precisam SIM serem lavadas com Sabão Neutro ou de Coco, e NADA de amaciantes, perfumes, sachês e outros produtos que poderão ocasionar alergias no bebê, não é por quê no bebê da sua vizinha que não apresentou nenhum problema que você terá a mesma sorte, é melhor previnir do que remediar, e antes de usar, passe todas as roupinhas, lembre-se que todo cuidado com o bebê recém nascido ainda é pouco, e não é frescura, é apenas cuidado com a pele do bebê, e se te chamarem de fresca, acredite, você escutará isso inúmeras vezes daqui pra frente.

   Compre um Cesto de Roupa exclusivo para o bebê, não misture com o restante das roupas da casa, não coloque roupa molhada no cesto para evitar o mofamento e surgimento de manchas.

PRIMEIRO BANHO DO BEBÊ EM CASA
   Você não precisa de um ambiente exclusivo para o banho do bebê, pode ser no banheiro, dentro do box caso ele possa acomodar facilmente a banheira/ ofurô, isso evita que a água se espalhe, ou caso você ou outra pessoa esteja disposta a enxugar tudo a sua volta, pode ser no próprio quarto do bebê. O que realmente importa nesse momento é que você tenha um espaço que ofereça segurança e conforto durante o banho, tanto para você, quanto para o bebê.

   Aproveite esse momento para observar o corpinho do bebê, se há alergias, acne neo-natal, sujeirinhas, e também para conversar com ele, cantar uma música, e mesmo que ele chore e pareça não se sentir confortável com o banho,  ao passar do tempo ele acabará se acostumando.

   O trajeto do local do banho do bebê até o local onde ele será arrumado deve ser curto, para evitar que ele fique molhado e com frio por muito tempo, portanto antes de levá-lo para a banheira, prepare tudo o que for necessário para usar durante e depois do banho, aqui em casa chamo de Kit Banho e Kit Pós-Banho. LEIA MAIS SOBRE O 1°BANHO DO BEBÊ

♡ TROCA DE FRALDAS
   Não siga horários, troque sempre que possível, a pele do bebê recém nascido é sensível e poderá desenvolver irritações e alergias a qualquer momento caso não seja realizada uma higiene adequada. Comumente, no 1° mês costuma-se realizar 8 a 10 trocas por dia, por mês pode chegar a 250 unidades. Se você optar por fraldas de pano, compre bastante, 10 a 12 fraldas por dia, uma média de 310 fraldas por mês, lembrando que você pode usar as fraldas de pano para várias ocasiões, então compre algumas a mais para usar como pano de boca, para colocar nos seios para impedir o vazamento na roupa e muitas outras utilidades, vai por mim.
 
   Use um Trocador que seja confortável e seguro, cuidado com o de cômoda, pois qualquer descuido seu bebê pode cair, tem também o da banheira ou aqueles que colocam em cima da cama. Usei um que veio no berço portátil, foi uma mão na roda.

   Antes de fazer a troca coloque perto de você o Kit-Troca para facilitar:

  • 1 fralda descartável
  • Bolinhas de algodão
  • Garrafa com água morna
  • Potinho para a água
  • Sabonete líquido neutro (coloque uma gotinha na água para fazer a limpeza com algodão e não deixar cheiro de xixi/cocô no bebê)
  • Toalha para enxugar o bebê antes de passar a pomada
  • Pomada preventiva de assadura
 HIGIENE
   Para a higiene do bebê você irá precisar:
  • Fraldas tamanho RN (usamos pouco, mas compre pelo menos 1 pacote, será preciso nas primeiras semanas, é bom variar as marcas caso o bebê apresente alergia há alguma você poder usar outra)
  • Sabonete Líquido da Cabeça aos Pés Neutro próprio para Recém Nascido (O sabonete facilita na hora do banho, para quem não tem muita experiência, fazer essa troca de produtos, como shampoo, condicionador e sabonete torna tudo mais complicado, simplifique)
  • Algodão ou Lenço Umedecido (no início é melhor usar algodão com água morna pois a pele do bebê ainda é bastante sensível, mas caso queira o lenço, escolha um próprio para recém nascido, sem perfume, neutro)
  • Pomada preventiva de assaduras (atualmente há no mercado pomadas para os primeiros meses diminuindo as chances de alergia, mas sou fã assídua da nistatina + óxido de zinco)
  • Tesourinha sem ponta e Lixa de Unha próprias para bebê (as unhas devem ser aparadas pelo menos duas vezes na semana, cuidado para não deixar pontinhas, deixe-as arredondadas)
  • Escovinha e Pentinho 
  • Escova bucal de dedo em silicone (Sim, é necessário realizar a higiene bucal desde muito cedo, além de acostumar o bebê à escovação previne sapinhos e outros problemas)
  • Garrafa Térmica (para colocar água morna para as trocas, não precisa ser aquelas caras de kits, compre térmica comum, se possível aquelas de apertar em cima para facilitar)
  • Pote de Vidro para por a água morna na hora da troca (pode ser comum, desses que se compra em lojas de produtos para casa, normalmente são bem mais em conta)
  • Pote para guardar algodão (também serve um comum)
  • Pote para Hastes de Algodão (também serve um comum)
  • Lixeirinha (pode ser comum, das mais simples e você mesma personaliza)

OBS: Lembre-se que não é necessário, e muito menos recomendado, o uso de Talco e Perfume nos primeiros meses. O talco em pó pode ser facilmente inalado, causando intoxicação e problemas respiratórios, e o perfume pode levar à uma alergia, sem contar que o cheirinho do próprio bebê é tão bom ne?

 FARMACINHA
   Montei o kit-farmácia da Iara com os seguintes itens:
  • Álcool 70%
  • Gaze
  • Termômetro Digital Axilar (Dependendo da área onde a temperatura é medida, a média para febre é: Axila: acima de 37,4°C; Boca: acima de 37,5°C; Ouvido: acima de 37,6°C; Retal: acima de 38°C)
  • Algodão
  • Hastes de Algodão
  • Soro Fisiológico (serve para inúmeras situações, dentre elas limpar remela e sujeirinhas do nariz)
  • Aspirador Nasal
  • Bolsa Térmica (aliada contra as cólicas)
  • Antitérmico, Remédio para Cólicas e outros receitados pelo pediatra
  • Maletinha de plástico ou madeira com gavetinhas ou divisórias (não precisa ser aquelas "Farmacinhas" super caras que se vende em lojas de artigos para bebês, você pode usar qualquer maletinha bonitinha que guarde com segurança os produtos, a maioria das lojas de utensílios domésticos vendem, você pode até colar adesivos ou personalizar como desejar)
COTO UMBILICAL
   O período para que o coto umbilical caia costuma variar entre 7 a 14 dias, há casos que podem cair antes ou depois. Lave sempre a mão antes de cuidar do bebê, higienize o coto com gaze, algodão ou hastes de algodão com álcool a 70% ou conforme seja recomendado na maternidade.

   Não cubra o umbigo com faixas e muito menos moedas para "deixar o umbigo para dentro", a circulação de ar deve ser livre para assim ser possível uma melhor cicatrização, evitando o mal cheiro e secreções. Acesse a cartilha da UESB (Universidade Estadual do Sudeste da Bahia) com todas as informações sobre o Coto Umbilical.

 MOLEIRA
   Quem nunca se assustou com aquele "buraco" na cabeça do bebê?  Um dos maiores sustos foi quando senti a moleira da Iara pulsar pela 1°vez, porém a pediatra informou que é normal pulsar e quando o bebê chora ela pulsa ainda mais forte, mas se o bebê estiver com febre, a moleira pulsando forte, muito baixa ou alta, é preciso comunicar o pediatra o quanto antes, além de que ele poderá observar o fechamento precoce ou tardio da mesma.

FEZES
  Nos primeiros dias após o parto o cocô é preto esverdeado e a consistência parece uma meleca, o famoso mecônio, depois de alguns dias ele vai mudando de cor e consistência, ganha um tom amarelo esverdeado, se o bebê mama no peito o cocô será amarelado com bolinhas brancas, se ele ingere fórmulas a cor muda para uma mistura de verde amarelado com grumos.

ACNE NEO-NATAL
   Normalmente pode aparecer espinhas e cravos no bebê recém nascido e até mesmo após o 3°mês de vida, porém costumam desaparecer com o tempo, não é recomendado o uso de pomadas, óleos ou qualquer outro tipo de remédio nas acnes pois poderão agravar ainda mais o caso, se você notar que elas estão aumentando ou se agravando como em casos mais raros da presença de pus, consulte o pediatra e dermatologista.

OLHOS ESTRANHOS
   Após o nascimento, é comum o inchaço ao redor dos olhos, assim como também em seu rosto, mas as vezes há remelas, mas é só você mergulhar gaze na água em temperatura ambiente ou no soro fisiológico para fazer a higiene local, mas não deixe de informar ao pediatra.

   Algo que nos assustou foi o fato de achar que a Iara tivesse estrabismo, mas a pediatra nos acalmou com a informação de que é bastante comum nesse primeiro mês de vida do bebê que eles mexam os olhos de um jeito bem estranho do que costumamos ver, o que nos leva a pensar no estrabismo, mesmo quando o bebê está dormindo ele pode mexer os olhos de modo diferente, mas se você notar que ele permanece por muito tempo estrábico ou mexendo os olhos em direções opostas, informe ao pediatra para se caso for necessário, fazer o devido tratamento.

CÓLICAS
   Você já trocou a fralda, amamentou, acalentou mas o bebê continua chorando muito e não se acalma por nada, certo? Pode ser sinal de cólica, observe se ele faz movimentos com as perninhas, se estica, se encolhe, faz cara feia, arrota ou solta pum várias vezes durante o choro.

   Para isso você precisa fazer massagem na barriguinha dele e aquele movimento já tão conhecido de "contrair e relaxar" ou "movimento de bicicleta" com as perninhas, fazendo pressão para que ele solte os gases. "E como faço para ele não ter cólicas?" Pois é, é um assunto muito complexo, o recomendável é que você consulte o pediatra, mas vou lhes passar exatamente as dicas que a pediatra da Iara me passou que podem ajudar a evitá-las:
  • Evite alimentos que costumam lhe deixar com gases caso você amamente no peito.
  • Após as mamadas, no peito ou mamadeira, faça o bebê arrotar apoiado em seu ombro e dando tapinhas bem leves, ou você pode segurar seu bebê de frente para você, apoiando com um braço como se fosse dar banho, e dar tapinhas leves na costinha também.
  • Se você amamenta na mamadeira, certifique de que ele não está ingerindo ar devido à pega errado no bico.
  • Se o bebê mama leite artificial, alguma substância presente pode estar causando desconforto, intolerância ou alergia, observe como seu bebê reage ao consumir a fórmula infantil.
  • Coloque uma compressa de água morna na barriguinha do bebê, cuidado com a temperatura, não pode ser muito quente.
♡ SUOR DURANTE A AMAMENTAÇÃO
   O bebê normalmente costuma suar a cabeça e pescoço ao mamar, e é bastante normal, pois o bebê se esforça durante a sucção, e como qualquer esforço gera cansaço, a temperatura do corpo se eleva e com isso ele irá suar, a cabeça é a região mais quente e então é comum ele transpirar, além disso ele está em contato direto com a pele aquecida da mamãe, portanto se possível fique em um ambiente arejado para o maior conforto de vocês dois.

♡ LOCAIS PARA O BEBÊ DORMIR
   Aquele velho ditado "Coloque seu bebê para dormir de barriga para cima ou de lado, evitando a morte súbita". Jamais o coloque de bruços, ele poderá regurgitar e se sufocar.
  • Berço: Caso o modelo seja Berço Americano, escolha um em que o espaço entre as grades não seja tão grande, o colchão precisa ser firme e compatível com as dimensões do berço, já que se houver espaço entre o colchão e a parede do berço o bebê pode prender os dedinhos. Se o modelo for Berço Portátil fique atenta (o) se sua estrutura não é frágil, geralmente o material do colchão e do berço como um todo é  que o colchão deslize, o que pode causar acidentes trágicos como o que ocorreu há alguns anos onde o bebê sufocou entre o colchão e o berço, portanto, coloque uma manta de microfibra entre o colchão e o fundo do berço, e outro lençol que fique preso ao colchão (usamos a manta de microfibra também e lençol do kit de bebê por cima) isso ajudará a evitar o "deslizamento" do colchão (Iara teve esse tipo de berço, compramos muito antes da notícia trágica citada acima, e foi essa forma que encontramos para o colchão não deslizar). Evite bichinhos de pelúcia, travesseiros, cobertores em excesso, e Kit-Berço, a Sociedade Americana de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Pediatria são contra o uso desses kits pelo risco risco de sufocamento, alergias ou problemas respiratórios, pois tendem a juntar pó e ácaros, fique atenta também ao modelo de móbile, se está bem encaixado ou se não apresenta informações de mais para o bebê.
  • Rede: Há o modelo tradicional, aquele usado em varandas, é uma baita ajuda na hora do bebê dormir, mas há um modelo que indico, que Iara por sinal usou por alguns meses durante as sonecas da tarde, a Rede-Berço, ela é pequena, tem um colchãozinho de espuma e mosquiteiro, super confortável para bebês recém nascidos, mas tome cuidado, bebês que já se mexem muito, se sentam e engatinham jamais poderão ficar nesse tipo de rede, o risco de cair é grande.
  • Cama Compartilhada: Sempre foi e será por muito tempo um tema polêmico, não é recomendada pelos pediatras pois pode causar sufocamento, por outro lado, alguns especialistas de diversas áreas, além de muitas mães e pais, defendem a prática pois facilita o aleitamento materno, evitando o desgaste físico e o desmame precoce, além de aumentar o elo entre mãe, pai e bebê. Aqui em casa iniciamos quando Iara tinha 3 meses, foi na noite de final de ano, muitos fogos de artifício, ela se assustava o tempo todo, meu marido sugeriu para colocarmos ela na cama, já havíamos pensado nessa hipótese antes mas tínhamos medo, depois de se informar e pensar bastante, esperamos o pontapé inicial, que no caso foram os fogos de artifício, deu certo, estamos nessa até hoje (2 anos).
   Algumas dicas sobre Cama Compartilhada:
  • Converse antes com seu parceiro, nem todos os pais aceitam dividir a cama com o bebê, por medo de sufocá-lo ou por que simplesmente não quer pois acreditam que irá atrapalhar na vida íntima do casal.
  • Verifique antes se seu sono ou do seu parceiro é leve ou de "pedra".
  • Coloque o bebê entre a parede ou grade protetora e você no início, com o tempo as posições e lados da cama vão mudando, vai por mim heheh
  • Evite fumar, ingerir bebidas alcoólicas, usar drogas, ou medicamentos fortes caso queira realizar a cama compartilhada, tais substância podem interferir no seu nível de consciência à noite, impedindo que fique atento ao bebê.
  • Não se preocupe, a cama compartilhada não interferi em nada na vida do casal, se você for criativa (o) dará um jeito, afinal, mesmo se o bebê dormir no quartinho dele não é garantia de que vocês irão "namorar" todos os dias, né mesmo? ;)
  • E não, cama compartilhada não é sinônimo de filho mimado, sem limites, ou que irá dormir com vocês até a vida adulta, um dia a transição ocorrerá naturalmente, ou caso haja intervenções e você souber tirar a criança sem traumas, vai acontecer.
 VACINAS
   Iara recebeu as primeiras vacinas, BCG e Hepatite B ainda na maternidade pública, mas caso seu bebê não tenha sido vacinado, leve-o ao Posto de Saúde ou na Clínica Especializada ainda na 1ª semana após o parto, de preferência logo após a alta.
  • BCG (contra tuberculose): Aplicada no braço direito, após alguns dias irá formar uma ferida com secreção, depois ela sara e se torna a famosa cicatriz que carregamos no braço. 
  • Hepatite B: Aplicada na coxa, costuma não causar reação no bebê.
 TESTES
   São realizados 7 testes no bebê ainda no 1°mês, alguns na maternidade e outros em clínicas/hospitais:
  • Tipagem Sanguínea:  O sangue do bebê é coletado 48h após o nascimento para diagnosticar o tipo sanguíneo caso for necessário para uma urgência médica, sendo obrigatório e de graça nas maternidades públicas.
  • Teste do Coraçãozinho: É realizado comumente em algumas maternidades públicas com o intuito de identificar doenças cardíacas e defeitos nas válvulas do coração.
  • Teste do Quadril: Realizado para diagnosticar problemas no quadril, como encurtamento do membro e osteartrose precoce, que destrói a cartilagem que reveste o osso, realizado em algumas maternidades públicas.
  • Teste do Pezinho Básico: Realizado nas maternidades públicas e Postos Públicos em até 5 dias após o nascimento, é recolhido sangue do calcanhar para detectar fenilcetonúria (deficiência no metabolismo de alguma proteína responsável pelo retardo mental), hipotireoidismo congênito (deficiência na produção de hormônios da tireoide podendo afetar o desenvolvimento da criança ou levar ao retardo mental), fibrose cística (doença hereditária que pode gerar acúmulo de muco nos pulmões e no pâncreas, o que pode ocasionar morte), hemoglobinopatias (doenças de sangue, como a anemia falciforme).
  • Teste do Pezinho Ampliado: É recolhido sangue do calcanhar com o intuito de detectar mais de 30 doenças genéticas, metabólicas e doenças infecciosas como a toxoplasmose. Não é obrigatório e nem está disponível na rede pública, porém pode ser solicitado e deve ser realizado 48 horas após o nascimento.
  • Teste da Orelhinha: É realizado ainda na maternidade ou é encaminhado para Clínicas, detecta a surdez, é disponível gratuitamente nas maternidades públicas.
  • Teste do Olhinho: É realizado ainda no 1°mês para detectar a catarata e é oferecido pela rede pública.
 CONSULTAS
   Em algumas maternidades públicas, normalmente é dado o encaminhamento para a 1°consulta do bebê no pediatra e também a 1°consulta de pós-parto para as mamães, caso você não receba o encaminhamento, marque o quanto antes uma consulta tanto para seu bebê quanto para você, lembrando que a consulta ao pediatra deve ocorrer pelo menos uma vez ao mês (no 1°mês levei Iara 4 vezes pois tinha muiiiiitas dúvidas então fiz uma consulta por semana, sendo a 1°encaminhamento da maternidade pública e as outras 3 fiz no particular).

   E então, consegui te deixar mais tranquila? Lembre-se, qualquer dúvida pergunte ao pediatra. 

Um Ótimo Parto, até a próxima :)

5 comentários

  1. Thank you for giving us such kind of information. This is one of the best sites having all the informatics details.
    carebaba.com

    ResponderExcluir
  2. Enviamos um convite para o teu email :)

    ResponderExcluir
  3. Eu nem sou mãe e fico ansiosa. Imagino você!
    Sou dinda e tia e sonho um dia ser mãe porque sou fascinada por este mundo.
    Adorei o post e a forma com detalhou tudo.

    bjOO

    Blog Breshopping da Dany
    Conheça também o Breshopping da Dany KIDS
    Instagram: @breshopping_da_dany

    ResponderExcluir

 
Sentido Materno - 2015. Todos os direitos reservados ©
LAYOUT PRODUZIDO POR INVENTO DESIGN e MODIFICADO POR SENTIDO MATERNO - Imagens por Freepik | Powered by Blogger