SEU FILHO JÁ BRINCOU HOJE?

filho brincando

"Monte isso, encaixe aquilo, pegue isso, toque aqui, aperte aquele botão, coloque a bolinha nesse local para ver o que acontece - não aí não - tá errado" etc...

  Já reparou que estamos sempre exigindo algo de nossos pequenos? Que eles chorem menos, durmam mais, não façam "birras", engatinhe logo, se possível andar antes do 1° aninho, leiam e escrevam aos 6 anos e que sejam sempre quietos. Até na hora de brincar esperamos que o bebê/criança desenvolva uma super habilidade motora, que aprenda as cores, números, letras, parece que tudo gira em torno de suprir as expectativas dos pais, quantas vezes não fui questionada do por quê de minha filha de 1 ano ainda não estar andando? ou por quê ainda não a coloquei na creche "para aprender desde cedo". Gente, calma! Vamos lembrar que estamos falando de uma criança? Não irei sobrecarregá-la.

    A criança precisa de tranquilidade, simplicidade, tempo, espaço, e liberdade para brincar, as vezes ela não quer brincar com nenhum de seus brinquedos, prefere a tampa da panela, o telefone, ou qualquer outra coisa que não tenha sido comprado exclusivamente para ela, já repararam? Até a caixa do brinquedo é mais empolgante.

   É necessário dar a criança a oportunidade para descobrir com o que, como e com quem quer brincar, respeitando o seu espaço, o seu momento, alguns ainda pensam que brincar é perda de tempo, que a criança precisa estudar inglês, fazer natação, futebol, aula de informática, lotando a "agenda" do pequeno, mas brincar é muito importante, pois é através da brincadeira que a criança conhece a si e o ambiente em volta, ela explora, desperta a curiosidade, cria, recria, se concentra, e para isso irá brincar com a mesma coisa e do mesmo jeito uma, duas, três, várias vezes.

   Valorize as brincadeiras livres, aquelas que não foram planejadas, brincadeiras que surgem de forma inesperada, brincadeiras espontâneas costumam ser as melhores, pois você não influência ou direciona a criança a fazer algo que já é esperado, brinque junto, mas brinque respeitando o momento, as limitações da criança, não é por quê na caixa do brinquedo diz "Para crianças de 1 ano" que o seu filho de 1 ano irá conseguir "brincar como se deve", cuidado para que o momento do brincar não se transforme em frustração nem para você e nem para seu filho.

  Que tal tornar as brincadeiras mais leves? Quem sabe oferecer um giz de cera e uma folha em branco, é simples e eles adoram, ou até mesmo panos, galhos, folhas, pedras, você não sabe no que esses materiais são capazes de se tornar nas mãos de uma criança.

  Vá além, deixe que a criança te imite na hora de varrer, de enxugar a louça, estender, dobrar e guardar a roupa, escolha um dia da semana e faça um pão com ela, plante algo, mostrando-a todo o processo desde o início, o que para você pode ser cansativo, chato, monótono, para a criança é divertido, interessante, novidade, e também um momento de aprendizado, afinal essas tarefas valerão para toda a vida. Quando pequenas elas aprendem por imitação, observam e absorvem, e você já deve ter escutado por aí a frase "Cuidado com o que fala/faz na frente da criança, ela vai repetir tudo", então, torne-se um bom exemplo, deixe que ela repita e absorva tudo que há de melhor em você.

Foto por Every Stock Photo

   Deixe-a livre para brincar, se tiver um jardim, deixe-a correr, observe, mas deixe-a brincar com o que achar pelo caminho, porém, se você não tiver um jardim, saia com ela de casa, deixe-a ver a rua, as pessoas, o céu, mostre-a os pássaros e os cachorros, as pedras, plantas, não torne a sua casa um confinamento.

Foto por Pixabay
   Sabe aquele ditado de que "Menos é mais?", e é!
  Observe como a criança fica feliz com qualquer coisa que lhe dê para brincar, faz do pão um telefone, de um pano uma capa, um tapete ou o teto de uma casa/cabana, do galho uma boneca, espada, vassoura, de uma madeira qualquer, um carro, um avião, móveis da casa, enfim, vai ressignificar, transformar para o que ela quiser, e isso é surpreendente, lembra quando falei de quando a Iara pegou os "bloquinhos" de Giz de Cera de Abelha e começou a empilhar?

Foto por Every Stock Photo
   Tente não exagerar na quantidade de brinquedos, ofereça-os aos poucos, deixe alguns em um cesto por uma semana, depois troque por outros, para que não torne o ambiente poluído visualmente, não encha seu pequeno com brinquedos de cores super chamativas e barulhentos, já pensou em brinquedos de madeira ou de pano? há uma infinidade de opções, e alguns, dependendo da sua habilidade, você até consegue fazer, e quando você consegue, é mais significativo para a criança, afinal ali tem o seu tempo, dedicação e amor. E para a criança brincar com os pais, avós, com a família, cantar músicas fazendo movimentos/batidas com o corpo e cantigas de roda são uma boa pedida. 

Foto por acessa.com
E para finalizar, esse texto que serve como inspiração:

"Livre-se dos televisores, jogos de vídeo e limite o acesso ao computador até a idade de 12.
Vá lá fora e brinque todos os dias, durante todo o ano.
Coma toda a sua comida.
Abrace todos os dias.
Esteja aberto para que os pequenos vão te ensinar.
Seja firme e tenha autoridade amorosa.
Faça você mesmo e, se você não sabe como, procure aprender.
Conte histórias e jogue jogos. Muito.
Pense em como suas coisas falam com você.
Mantenha a voz calma, tranquila e tão natural quanto possível.
Medite ou faça algum tipo de trabalho interior diário.
Doe qualquer coisa que não tenha sido tocado em mais de um mês.
Cante e compartilhe versos encantadores para dias importantes e todos os dias.
Crie rituais em torno de dormir, acenda uma vela, cante canções de ninar e reze para os anjos da guarda.
Segure conceitos intelectuais para os menores de 7 anos, pois eles estão no centro motor ainda.
Tente manter uma qualidade de sonho em tudo que faz.
Abrande e tenha tempo.
Estabeleça ritmo, repita, promova reverência, admiração e espanto.
Crie um ambiente bonito e harmonioso.
Honre a necessidade de tempo e espaço.
Cante com o dia.
Tenha conversas com o mundo espiritual.
Lembre-se dos seres elementais.
Seja autêntico no que você faz e diz.
Envolva as crianças nas tarefas domésticas em todas as áreas de trabalho doméstico a partir de uma idade muito jovem.
Aprendizagem ativa é o aprender fazendo, observando, fazendo, experimentando.
Faça as coisas a partir do zero, deixe as crianças se envolverem e observar o tempo e amor necessário para criar algo bonito e duradouro, como uma sopa, pão, manteiga, creme ...
Crie jardins, refeições, fortes árvores, presentes, arte ...."
ROBERT FULGUM

24 comentários

  1. Adorei a sua postagem, realmente devemos respeitar o espaço dos pequeninos, pois é com o tempo que aprendemos e descobrimos novas coisas.

    ResponderExcluir
  2. Acho muito importante esse contato natural das crianças com a natureza e os animais. Eles aprendem po si própios e estimula mais a sua inteligência. Ainn ainda não tenho bebês, mas futuramente sim. Parabénsss pelo blog e pela bebê!

    www.vidamaisflorida.com

    ResponderExcluir
  3. Que lindinho o seu post! Posso apenas dar uma dica? Seria melhor colocar a letra do texto um pouquinhozinho mais escura. Tive um pouco de dificuldade pra ler o texto. Mas só isso mesmo viu, parabéns pelo seu cantinho! Todo fofo!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a reflexão! Minha mãe sempre foi muito assim comigo, de deixar eu fazer as coisas, de estimular minha criatividade com qualquer coisinha haha

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post, acho super importante respeitar o espaço da criança. Vejo muita gente por aí que se frusta caso a criança não seja uma super-criança mas não entende que devemos dar tempo ao tempo :/
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  6. Meus olhos não muito bons me prejudicaram um pouco para ler, mas até onde consegui acompanhar bem, eu concordo com você.

    ResponderExcluir
  7. Que post mais inspirador! <3
    Tudo que você disse é verdade: temos que deixar os pequenos brincarem, se sujarem... Serem criança :)
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo texto, muito bem escrito. A engraçado como as coisas mais simples são as que as crianças mais se divertem brincando, e você tem toda razão, as crianças precisam de espaço e tempo, não podemos exigir que elas saibam tudo de um dia para o outro.

    www.gauchice.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Ai que lindo !! Meus parabéns pelo texto, e é lindo ver as crianças se divertindo com coisas simples se sujar e brincar faz parte <3

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do seu texto, eu lembro quando era criança que era doida pra brincar na terra e me sujar toda. Minha mãe nunca deixava eu ter esse contato assim com a terra pra eu não me sujar! Adorei a ideia de deixar as crianças criarem jardins, refeições. Amei!

    Beijos

    http://www.senhoritamarmelada.com/

    ResponderExcluir

  11. Que texto lindo ♥
    não tenho filhos, mas é sempre bom aprender mais sobre crianças :)
    Lembro que quando era criança eu e minha irmã sempre brincávamos e era muito legal, mas hoje em dia tudo é muito acelerado :( e as crianças acabam nem aprendendo o que é voltar pra casa todo coberto de barro(só aparecendo os olhos kkkk)
    Amei seu post
    ótimo final de semana
    bjo

    Tati C.

    ResponderExcluir
  12. Devemos respeitar e dar espaço aos pequeninos! É importante que eles se divirtam, tenham contato com a natureza!

    ResponderExcluir
  13. Meu irmãozinho é super brincalhão, ele se diverte muito o mais incrível é a imaginação que eles tem de criar e inventar coisas novas e que seriam impossíveis de serem criadas, mas na imaginação tudo pode e aconteci.

    prestesavoar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Isso é super importante. Sempre tive liberdade rs.
    Nós fomos feitos para estar em contato com a natureza, não apenas em criança, mas a vida inteira.
    Beijos. www.brilhamiga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Muitas coisas que vc disse eu concordo plenamente, a criança precisa se desenvolver com simplicidade, as vzs acho que muitos pais tacam tecnologia nas criança pra se livrar do choro, da birra ou por não poder se dedicar alguns minutos pra brincar com a criança. Mas eu nunca pensei sobre a "cobrança" que fazemos com elas e isso me fez refletir . Obrigada por fazer um post tão delicado e cuidadoso nesse sentido. Amei

    ResponderExcluir
  16. Realmente nessa era digital as crianças estão deixando de lado o brincar. E a maioria dos pais sem tempo estão deixando de lado o inacentivo tambem. Adorei o post, muito bem colocado.

    ResponderExcluir
  17. Adorei o texto e concordo muito com você! Sou feliz por não ter tido "a agenda lotada" quando era pequena. Eu aproveitei bastante, sabe?
    Suas dicas são importantíssimas aos papais e mamães, mas também pra gente como eu, que ainda não é, mas já vai aprendendo um pouco sobre o que é ter filhos. rsrs
    Beijos!
    Coisinhas Aleatórias

    ResponderExcluir
  18. Concordo acho que toda criança tem que ter o contato natural, que tenha sua infância cheia de brincadeiras. Este dias estava na empresa conversando disso, quantas casas de barro, bolo de barro, balança na árvores, machucados tivemos quando criança e hoje às criança querem tablets e celulares. Não correm, não brincam e não se machucam. Está etapa da vida é que aprendemos e começamos a ter nossas primeiras experiências.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Que post amorzinhoooo!! Muito lindo isso que você disse e acho que é super necessario.
    Acho que temos tempo para tudo e o tempo deles agora é esse, de brincarem...
    Amei,super lindo! <3

    ResponderExcluir
  20. Não sei o que é mais amor, o post ou o blog. Estou encantada!!! Tenho vários priminhos pequenos e a gente procura sempre se divertir com o que tem, sejam folhas, tintas, até mesmo tampinhas de garrafa, haha!!

    Ficou tudo lindo.

    Beijos,

    porfavorjulia.com

    ResponderExcluir
  21. Uau! Arrasou, acho que pra tudo tem seu tempo!

    ResponderExcluir
  22. Amei teu post! É sempre bom tirar um tempo para os filhos!
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
  23. Li um livro que dizia que a criança tinha que ter a liberdade dela, um espaço que ela pudesse fazer o que quisesse, soltar a imaginação, e claro que limites. Ela poderia fazer isso no quarto é claro, mas não a noite toda, ou na casa toda. Acho que cobramos muito das crianças. Mal posso esperar pra ter a minha ♡

    ResponderExcluir
  24. Não tenho filhos, mas aqui em casas nossas crianças brincam muito, brincam fora dos efeitos tecnoligicos, acho que poderíamos melhorar mais, mas ainda assim eles brincam.

    www.cantinhob.com

    ResponderExcluir

 
Sentido Materno - 2015. Todos os direitos reservados ©
LAYOUT PRODUZIDO POR INVENTO DESIGN e MODIFICADO POR SENTIDO MATERNO - Imagens por Freepik | Powered by Blogger