FURAR A ORELHA DA BEBÊ?


furar orelha bebe
Foto adaptada de Free Digital Photos

   Quando soubemos que o nosso bebê era uma linda menina, automaticamente pensamos sobre o seu primeiro acessório, o brinco, qual seria o modelo e quando compraríamos, começamos a pesquisar e comparar preços, mas essa tarefa de furar a orelha da bebê estava se tornando algo cansativo e frustrante, principalmente por ter menos de um mês para isso, já que ela nasceria em outro estado e eu encontrava-se com 27 semanas de gestação (a companhia aérea a qual sempre viajo permite que as gestantes viagem com 30 semanas e somente se estiver portando o atestado do obstetra e o termo de responsabilidade, após esse período há outras exigências).


    Após algumas semanas nós começamos a desistir da ideia, mas de certo modo eu me sentia incomodada com o fato de que minha filha não teria a orelha furada, já que em nossa sociedade o brinco é um acessório quase que obrigatório, poderia até ousar em dizer que trata-se de uma tradição, porém como precisava viajar deixei a missão da compra do brinco para o meu marido para que levasse para nossa cidade quando ele viajasse para o dia do parto, mas como se é de esperar, nossa filha não esperou o papai e nasceu 10 dias antes do previsto, e com isso não podemos furar a orelha na maternidade. 

   Quando o papai chegou com o brinco, já haviam se passado 6 dias, nós duas já estávamos em casa,  minha recuperação foi complicada, então quanto menos eu saísse de casa, melhor, meu marido saiu a procura de um profissional de enfermagem para realizar o procedimento, porém não foi algo fácil de conseguir, conforme os dias foram passando, nós paramos para pensar e refletir sobre o sofrimento gratuito que causaríamos em nossa bebê por uma questão unicamente de vaidade.

   No mesmo dia de nossa conversa acerca do assunto, escrevemos uma cartinha para ela explicando que faríamos isso somente quando ELA assim o desejasse, e através dessa explicar o por que da nossa decisão. Nós não apoiamos o batizado do recém-nascido, pois ele ainda não possui o poder de escolha sobre nada, não queremos impor nenhuma religião, pensamos também que para a sociedade como um todo, tatuar e colocar piercings em uma criança é algo abominável, certo? então por que precisamos furar a orelha da bebê, não seria um procedimento invasivo também? por que o faria se ela nem se quer disse se queria ou não usar brincos, decidimos que cabe a ela essa decisão.

   Muitos pensam que só pelo fato de se tratar de um bebê com três dias de vida não chega a sentir dor com aquela furadinha na orelha, mas já parou para pensar que sempre que vacinado o bebê chora? Por que seria diferente ao furar a orelha? "Mas furei a orelha da minha bebê e ela nem chorou" que bom né? Mas já pensaram no risco de infecção? Não é apenas um furo, precisa de cuidados, fazer a limpeza, e observar quando a bebê estiver maior para que ela não tire a tarraxa e engula o brinco ou até mesmo arranque o brinco, causando lesões na orelha.

   Como era de se esperar, fomos e ainda somos muito criticados por nossa escolha, tem quem nos rotule de chatos ou hipócritas, já que eu tenho 3 furos em cada orelha (o primeiro quando ainda bebê, e os outros dois depois dos 18 anos) e meu marido as duas orelhas furadas (também já era maior de idade) "ah mais todo mundo fura o orelha e ninguém morreu por causa disso", pode ser, mas trata-se de um bebê, só por que é tradicional e comum não quer dizer que não cause nenhuma dor no bebê. E sim, inúmeras vezes já a confundiram com um menino, mesmo ela usando tiaras, laços, vestidos, e tudo se deve pelo simples fato de não usar brincos. Ela já ganhou cinco pares de brincos, o mais engraçado é que quando nos presenteiam com o acessório nos perguntam: “E agora vai furar a orelha dela?” como se o presente fosse nos obrigar a fazer isso, uma pressão desnecessária já que não mudaremos de ideia.

   Não que eu esteja aqui impondo a ideia de que furar a orelha é errado, longe disso, apenas estou relatando o por que de não ter furado a orelha da MINHA filha, o que penso acerca do assunto, essa foi a nossa decisão. Mais alguma mamãe ou papai decidiu não furar a orelha da bebê por aqui?

33 comentários

  1. Tbm optei por ñ furar as orelinhas da minha filha, tenho as minhas furadas mas detesto brincos, acho lindo em bebês, mas ñ vou fazer isso com a minha filha, ja ñ ligo pra o que falam nem se estranhos confudem com menino rsr, quando ela crescer se qzr ela fura..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade, a gente não pode dá importância heheh

      Excluir
  2. Minha mãe furou as minhas orelhas e não levo como imposição, afinal você escolhe depois se vai usar ou não. Eu acho lindo, acho que mais do que furar ou não é o modo de instrução e controle do corpo que conta na educação, acrescenta algo.. O resto é detalhe.


    www.cantinhob.com

    ResponderExcluir
  3. A minha família toda, pq é uma família de mulheres furaram quando eram bebês.Acho que um dia se eu ainda tiver uma filha eu furaria também, mas respeito quem não queira.bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, assim como não furei, mas respeito quem fura :)
      Beijos

      Excluir
  4. Eu acho lindo brinco, e nunca parei para pensar como você. Mas depois que li vi que realmente isso é só mais uma espécie de imposição sobre o nosso corpo, então é mesmo melhor ela escolher se quer usar ou não quando crescer! Adorei o post!

    http://doisjeitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh as vezes realmente não pensamos em algumas coisas, talvez por fazer parte da "cultura" brasileira furar a orelha das meninas.
      Beijos

      Excluir
  5. Esse costume é do brasileiro, quando a modelo Gisele furou a da bebê dela, os jornais internacionais questionaram muito isso. Não sei se furaria da minha filha, mas nunca me incomodei pelo fato da minha mãe ter feito isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro do ocorrido com a Gisele, creio que realmente seja um costume de nosso povo.
      Beijos!

      Excluir
  6. Muito amor pelo teu blog! Acho que depende da escola do pai mesmo. Minha mãe furou quando era pequena (não bebê, já era um pouco maior) e nunca me incomodei sabe? Não sei, acho que depende do que os pais acham! Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não sou mãe, mas acredito que cada um sabe o que é melhor para o seu filho. E não cabe a mim julgar se você está certa ou errada quanto a furar a orelha de sua bebê. Acho muito chato isso de toda hora as pessoas terem que dar palpite em nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh nesse mundo de mãe o que mais tem é palipite hehe
      Beijos

      Excluir
  8. Sabe que lendo seu post eu refleti sobre isso? Verdade, acho que é uma escolha da criança mais tarde! É invasivo, deve doer sim!
    Ainda não sou mãe, mas achei a decisão de vcs super válida!
    Blog Mulher Virtuosa By Vany

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah adoro quando algo faz os leitores refletirem heheh
      muito obrigada
      Beijos!

      Excluir
  9. Eu nunca havia refletido sobre isso, sabia? Imagino que tenham criticado meus pais também, pois eu também não tive minhas orelhas furadas quando era bebê. Na verdade, só furaram quando eu tinha uns 4 ou 5 anos e foi porque eu vivia perguntando quando iria poder usar brincos, haha.
    Acho que cada casal sabe o que é melhor para seu bebê, então não vejo sentido em criticarem por isso.

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, talvez tenham sim sido criticados, e é isso que penso, quando ela quiser furar nós assim o faremos
      Beijos!

      Excluir
  10. APLAUDINDO DE PÉ AQUI \Õ/ \Õ/ \Õ/
    Essa cultura/tradição/seiláquediaboéisso de furar a orelha dos bebês é ridícula.
    Assim como muita gente, minha mãe também furou a minha e isso deu muito ruim p/ mim, porque ela inflamava toda hora, no furo e na parte de trás de toda a orelha, até sem brinco ela irritava e ficava em carne viva. (As crianças na escola diziam que eu tinha doença na orelha e por isso não brincavam comigo. =/)
    São anos sofrendo com isso, hoje mesmo ela está desse jeito e eu não uso brinco continuamente há bastante tempo!
    Em meninas é colocar um brinquinho, nada de mais, agora se fosse um menino seria colocar piercing e acabaria como Lesão Corporal. No fim, não é tudo a mesma coisa?
    Eu já tinha pensado sobre e por isso, concordo e apoio vocês, essa tem que ser uma decisão APENAS DELA! Dane-se quem não concorda, vocês estão sendo pais maravilhosos tomando essa atitude, quem critica muito provavelmente não conhece os riscos e problemas totalmente dispensáveis que podem causar a ela.
    Parabéns a vocês por essa decisão tão incrível e desnecessariamente polemica, se eu tivesse filhos faria como vocês :D
    Bjoo :**
    Nerd de Pijama

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Obrigada pelo comentário.
      Realmente a inflamação é um problema sério, mas não é o único infelizmente,
      que triste você ter passado por esse tipo de situação.
      Conheço algumas meninas que quando criança arrebentou o furo e agora tem medo de usar.
      Beijos!

      Excluir
  11. Eu nunca havia pensado sobre isso, mas pensando por esse lado vocês estão certos! Acho que cada um faz o que quiser com seus próprios filhos, né? Se essa foi a sua escolha acho que todos devem respeitar, sem falar que nem é algo grave em não furar a orelha da sua bebezinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer o que quiser com os filhos também é complicado hehe
      Mas estamos tentando ser os mais amorosos e cuidados possíveis
      Beijos!

      Excluir
  12. Nossa, nunca tinha pensado por esse lado. Afinal, tive a orelha furada quando era bebê e todo mundo a minha volta sempre foi assim. Mas lendo seu texto, foi bom ver esse pensamento, e achei bem legal a atitude de vocês.
    Parabéns :)
    http://fluorescente.co/

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Acho que isso fica no escolha dos pais. Mas é linda a atitude de vocês de não furarem a orelha dela só porque é uma tradição, já que vocês optaram por não fazer esse procedimento.
    A minha é furada desde bebê e agradeço minha mãe por isso, porque eu sempre gostei. Mas continuem com a opinião de vocês e façam as coisas como querem e esqueçam das opiniões alheias.
    Beijos!
    Sonhos na Bolsa

    ResponderExcluir
  14. Eu nunca me incomodei muito e nem tinha pensando dessa forma, até que comecei a ver muitos posts sobre esse asssunto. Realmente, pra que essa dor gratuita? E é ridiculo confundir a menina com um menino só porque não tá de brinco, chega a ser até desagradavel.
    Mas confesso que se minha mãe não tivesse furado a minha quando pequena, hoje eu não teria coragem. Morro de medo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E confundiram muiiitas vezes mesmo, e realmente é bem desagradável
      Beijos!

      Excluir
  15. Oi, tudo bem? Adorei o seu blog, ainda não o conhecia, e achei o conteúdo bem bacana!
    Acho isso errado, tendo em vista que dói, e na minha opinião deveria ser uma escolha da pessoa, muitas vezes a mãe quer enfeitar a filha e não perde a oportunidade de algo a mais, como isso de furar a orelha, mas e se inflamar? Se um dia eu tiver uma filha vou deixar ela escolher por si própria quando for mais velha.
    Letícia Veríssima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, até mesmo alguns acessórios que as mães usam apresentam risco, como broches e até botões de roupa.
      Beijos!

      Excluir
  16. Adorei o post, e acho que está certa de não furar, quando sua filha crescer, se ELA quiser, ela fura, se não ela não fura... mesma coisa com tatuagens, piercings, opção sexual e tals! Adorei o blog, beijos!

    ResponderExcluir
  17. Temos o mesmo pensamento! Ainda não sou mãe (mas é meu maior sonho), e, se tiver uma menina, não vou furar. Não importa se disserem que parece menino (quem diz essas coisas é sem noção mesmo). Furar a orelha, assim como qualquer outra intervenção no corpo dever ser uma decisão da sua filha e de mais ninguém!

    beijos,
    mari
    www.daruapralua.com.br

    ResponderExcluir

 
Sentido Materno - 2015. Todos os direitos reservados ©
LAYOUT PRODUZIDO POR INVENTO DESIGN e MODIFICADO POR SENTIDO MATERNO - Imagens por Freepik | Powered by Blogger